• Dr. Paulo Tenório

Menopausa: uma fase especial na vida da mulher.

Menopausa é o momento na vida de maior parte das mulheres em que os períodos menstruais cessam de forma permanente, deixando assim de poder engravidar. A menopausa ocorre geralmente entre os 49 e 52 anos de idade. Os profissionais de saúde muitas vezes definem menopausa como a situação em que a mulher não apresenta qualquer hemorragia vaginal durante pelo menos um ano. Pode também ser definida por uma diminuição da produção de hormônios nos ovários. Em mulheres foram submetidas a uma cirurgia para remoção do útero, mas que ainda possuem ovários, pode-se definir menopausa como tendo ocorrido no momento da cirurgia ou no momento em que os níveis hormonais diminuem. Quando o útero é removido, os sintomas geralmente manifestam-se mais cedo, em média aos 45 anos de idade.


Ao longo do intervalo de tempo que antecede a menopausa, geralmente os períodos de uma mulher tornam-se irregulares, o que significa que o intervalo de tempo entre eles pode ser mais curto ou mais longo ou que a quantidade de fluxo menstrual pode ser maior ou menor de período para período. Durante este intervalo, muitas vezes as mulheres sentem ondas de calor que duram entre trinta segundos e dez minutos, e podem estar associadas a arrepios, suor e rubor da pele. As ondas de calor muitas vezes desaparecem após um ou dois anos. Entre outros sintomas estão secura vaginal, dificuldade em adormecer e alterações de humor. A gravidade dos sintomas varia de mulher para mulher. Embora seja comum a crença de que a menopausa está associada a um aumento das doenças cardiovasculares, esse aumento deve-se à própria idade e não existe uma relação direta com a menopausa. Em algumas mulheres, a menopausa pode melhorar algumas condições anteriormente presentes, como endometriose ou períodos dolorosos.


Na maior parte dos casos a menopausa é uma alteração natural do corpo. Em fumadoras, a condição pode ocorrer mais cedo. Entre outras causas estão a cirurgia para remoção de ambos os ovários ou alguns tipos de quimioterapia. A nível fisiológico, a menopausa tem origem na diminuição da produção das hormonas estrogénio e progesterona pelos ovários. Embora geralmente não seja necessário, o diagnóstico de menopausa pode ser confirmado pela medição dos níveis hormonais no sangue ou na urina. A menopausa é o oposto da menarca, o momento em que ocorre o primeiro período da mulher.


Geralmente não é necessário tratamento específico para a menopausa. No entanto, alguns dos sintomas podem melhorar com determinadas medidas. As ondas de calor podem melhorar evitando o consumo de tabaco, cafeína e bebidas alcoólicas. Para a dificuldade em adormecer recomenda-se dormir num quarto fresco e a realização de exercício físico. Alguns medicamentos também podem melhorar os sintomas, como a terapia de substituição hormonal, clonidina, gabapentina ou inibidores seletivos de recaptação de serotonina. Embora a terapia hormonal fosse anteriormente prescrita de forma rotineira, atualmente não está recomendada em pessoas com sintomas significativos devido à preocupação com os efeitos secundários. Não existem evidências de qualidade que confirmem a eficácia dos tratamento de medicina alternativa, embora haja alguns indícios no caso das isoflavonas de soja.

1 visualização

respeito. qualidade. amor.

Consultório - Perdizes

Avenida Monte Alegre, 212 conj. 42  Perdizes

cep 05092-040  São Paulo/SP

phone   +55 11  3865.0056

mobile/whatsapp   +55 11 99953.1900

Consultório - Alphaville

Alameda Grajaú, 98 conj. 1203  Alphaville

cep 06454-050  Barueri/SP

phone   +55 11  4314.7411

mobile/whatsapp   +55 11 96211.1361

  • FACEBOOK
  • INSTAGRAM
  • LINKEDIN
  • WHATSAPP do CONSULTÓRIO

2020 Dr. Paulo Tenório, All rights reserved.