• Dr. Paulo Tenório

Quando Realizar a Primeira visita ao Ginecologista

Pensar que uma menina adolescente inicie atividade sexual pode levar os pais a “loucura” e muitas vezes atrasarem o início do acompanhamento com um médico ginecologista. Apesar disso, não é sempre que devemos começar o acompanhamento ginecológico quando a mulher inicia a sua atividade sexual. Nesse texto vamos abordar quando e como deve ser a primeira consulta da mulher ao ginecologista.


Qual a idade ideal para iniciar as consultas ao ginecologista? A idade ideal para se iniciar as consultas ao ginecologista é uma medida um pouco imprecisa. Na verdade, a menarca (primeira menstruação da mulher) é o período ideal para se iniciar as consultas. Normalmente, ela aparece entre os 9 e 12 anos; ou dois anos após surgirem as primeiras mudanças no corpo da criança. Nesse período, que compreende a puberdade, que devemos iniciar o acompanhamento ginecológico.


Qual a freqüência que a mulher adolescente deve ir ao ginecologista? Igualmente como as mulheres nas outras idades, a adolescente deve realizar as consultas ginecológicas anualmente para avaliação médico mesmo não tendo iniciado as atividades sexuais. O que irá mudar será a coleta do Papanicolau, que se inicia após um ano que a mulher começar a ter relações sexuais; e a partir de então anualmente.


No que consiste a consulta ginecológica da adolescente? No período da adolescência, as alterações e as dúvidas quanto ao corpo da mulher são na grande maioria das vezes fisiológicas (normais). A menina terá dúvidas sobre o ciclo menstrual, dores nas mamas, o desenvolvimento do corpo, como lidar com todas as mudanças, etc. Aí que entra o médico ginecologista para orientar a adolescente e esclarecer todas essas questões para que o desenvolvimento seja saudável do ponto de vista físico e psicológico. Será muito importante que a jovem conheça melhor seu ciclo menstrual e seu corpo com a ajuda do ginecologista. A adolescente pode ter muita dúvida principalmente quanto às cólicas menstruais.

Como o útero ainda é pequeno e o orifício por onde passa a menstruação mais fechado (colo uterino), elas são quem mais sofrem com as dores. Mesmo assim, em alguns casos, as cólicas podem ser o início de uma doença chamada endometriose. Por isso, é importante o acompanhamento desde cedo. Outro assunto abordado nas consultas será a prevenção. E o mais importante a ser destacado são as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A adolescência é a fase em que as meninas e os meninos devem se conscientizar sobre a importância da proteção nas relações sexuais — e isso precisa virar um hábito. Nas primeiras consultas, o ginecologista terá o papel de reforçar essa conscientização cada vez mais.

A faixa etária entre os 9 e os 13 anos também é a mais indicada para que a menina tome a vacina contra o vírus HPV. O HPV é um vírus de transmissão sexual e é a causa do câncer de colo uterino. Outra abordagem do ginecologista será sobre os cuidados com higiene da mulher e também sobre a prevenção de uma gravidez indesejada; já que a adolescente irá iniciar sua prática sexual.

Se a sua filha está na puberdade ou menstruou recentemente, marque uma consulta com o ginecologista, especialista indicado para orientar as  adolescentes nessa fase de mudanças no copo e muitas dúvidas sobre a saúde da mulher.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

respeito. qualidade. amor.